Narrativas modulares que otimizam visões estratégicas

Entrar em projetos novos ou gerenciar um pode parecer um pesadelo pra muita gente: são inúmeras dúvidas e uma casa inteira pra arrumar, ideias pra pôr no papel, organizar cada detalhe para que tudo faça sentido, alinhar visões, expectativas e cenários para vários integrantes do time com formações e funções…


Cara, o que é que tá rolando com o mundo?

Hoje me passaram vídeos sobre uma possível terceira guerra. …


[ Relatos cotidianos #2 ]

O sangue escorrendo no chão ainda nem secou

E já tão embrulhando peixe com o jornal que noticiou

Foram tantos os mortos… tantos que ninguém contou

Dúzias de CPFs cancelados que na vala comum alguém jogou

Alguns sem casa, outros sem nome

Outros que pela…


[ poesia #4 ]

Mudança é algo que dá medo

Parece sempre que tá cedo

Pra sair da área de conforto

Mas quem pára é peso morto

Boiando a ermo, na maré

-

Aí, vida passa de qualquer jeito

E a gente sente dentro do peito

Aquele aperto — é…


[ poesia #3 ]

Se o que no outro eu reprovo

Reflete apenas o que sou

Quiçá sou eu o meu tormento,

De dentro vendo o que restou?

-

Terra que faz sombra na lua

Em outro tempo assustou

Meus ancestrais, seus inimigos

Mitos antigos suscitou

-

Sabemos hoje, é…


[ poesia #2 ]

Eu erro e depois aponto

Eu aponto e depois erro

A ponto daquele meu erro

Já ter sido meu terceiro

-

E berro quando me dou conta

Conta faço em desespero

Sem perceber o mau eterno

Do que leva ao meu enterro

-

Já contei pro…


[ relatos cotidianos #1 ]

Esse foi um daqueles encontros que a gente só sabe de ouvir falar, de ler nos contos e assistir nos filmes. …


[ mundo e sociedade #1 ]

Há alguns anos atrás, num happy hour desses de firma, eu ouvi de um amigo do trabalho na mesa do bar que “nós nunca vamos ter o suficiente daquilo que a gente não precisa”. Essa frase me bateu fundo, pois ali estava o antídoto…


[ poesia #1 ]

Nessa de nunca me olhar

Acabo eu sempre esquecendo

Vivendo do que acho por aí

Vivendo só e só vivendo…

-

Sem nem legado a repartir

É puro andor, não recomendo

Das vidas guardo meu rancor

De recomeço eu entendo

-

Mas acho belo esse lance

Diego Gonçalves

Nem Nelson, nem Dias. Meu Gonçalves é de pai, Santos é de mãe, mas também tem Alves e Alvarenga, só não no RG. Designer por formação, escritor por sofreguidão.

Get the Medium app

A button that says 'Download on the App Store', and if clicked it will lead you to the iOS App store
A button that says 'Get it on, Google Play', and if clicked it will lead you to the Google Play store